Entenda como a inteligência artificial vai salvar seu emprego

por
out 4, 2018 | Tecnologia e inovação | Reading Time: 4 minutes

Será que a inteligência artificial será responsável por eliminar milhões de vagas em um futuro próximo? Muitas pessoas temem um futuro apocalíptico em que a humanidade é dominada por robôs superinteligentes, como em um filme de ficção científica.

Com a onda global de automação e a proliferação de tecnologias que podem substituir o ser humano, uma crise parecida com a desses filmes parece muito provável. Com toda a certeza o mercado está passando por complexas transformações e a automação está cada vez mais complexa, até mesmo na área de atendimento.

Entretanto, essa nova forma de produzir e gerar resultados, não está extinguindo, mas gerando novas oportunidades! Não acredita? Então veja o que especialistas em tecnologia estão dizendo sobre o assunto:

O que os especialistas estão dizendo sobre Inteligência Artificial

Opinião de especialistas sobre inteligência artificial

Em um artigo para a Forbes americana, Joe McKendrick, um importante pesquisador na área de tendências tecnológicas, deixou bem claro que a inteligência artificial vai substituir tarefas, não empregos!

A tecnologia apenas mudará a dinâmica do trabalho, permitindo que funcionários tenham tempo livre para focar em tarefas mais importantes, aumentando a produtividade nas empresas.

Algumas dessas tarefas, no entanto, necessitam de maior sensibilidade humana. Dificilmente um robô conseguirá executá-la com a mesma qualidade que uma pessoa. Além disso, os resultados da inteligência artificial dependem da colaboração dos outros envolvidos na cadeia produtiva.

O pesquisador da MIT e colunista convidado do Wall Street Journal, Dr. Irving Wladawsky-Berger, explica que algumas atividades “são mais suscetíveis para automação”, e que, ao contrário do que muitos pensam:

“Automatizar partes de um trabalho vai aumentar a produtividade e qualidade dos trabalhadores ao complementar suas habilidades com as de máquinas e computadores”.

Por quais razões uma empresa escolhe a Inteligência Artificial?

De acordo com um relatório do Fórum Econômico Mundial (FEM), espera-se que, até 2022, máquinas e algoritmos (IA incluso) sejam os responsáveis por criar mais de 58 milhões de novos empregos nos próximos anos.

Não é apenas no setor hoteleiro que veremos o crescimento exponencial da inteligência artificial, mas também na saúde, educação, bancos, no comércio eletrônico e muitos outros segmentos do mercado.

Gráfico Statista: Porque empresas escolhem inteligência artificial
Um levantamento feito pela Statista mostrou os principais motivos que levam as empresas a adotarem tecnologias como a inteligência artificial, seja para gestão interna ou externa. Dois destaques do levantamento foram: “IA nos permitirá ter ou manter vantagem competitiva” e “pressão em reduzir custos exigirá que usemos IA”.

O segundo motivo acaba com o mito de que investir em tecnologia é um custo extra para o hotel, algo apenas para surpreender o hóspede. Normalmente, quando é preciso reduzir gastos, muitos gestores veem a IA como uma ferramenta dispensável. Na verdade, ferramentas tecnológicas estão restringindo os gastos e otimizando processos.

Estamos falando sobre o futuro da hotelaria automatizada há tempos. Quais as principais mudanças que veremos na sociedade até 2050, as possibilidades infinitas de aplicação da inteligência artificial, automatização…

A questão é que antes a discussão estava no papel, nas conversas casuais em um jantar e dentro dos filmes no cinema. Mas agora a evolução tecnológica que esperávamos está começando a se aproximar de nossas vidas. O que antes eram hipóteses, estão se tornando realidade.

Automação não é sinônimo de desemprego

Inovação também! É por isso que existe um alto investimento em startups ultimamente. Essas iniciativas juntam inovação tecnológica e uma nova visão de mercado que está indo contra a maré de estagnação.

Em um gráfico feito pelo site Man and Machine, a maior empresa global de consultoria tecnológica, é comparado o número de robôs comprados pela indústria e a taxa de desemprego de cada país.

Taxa de desemprego x compras anuais de robôs

Fonte: World Robotics Report 2016 – International Federation of Robotics

No ano de 2016, a China comprou 87.000 mil robôs, mesmo assim manteve uma taxa de desemprego baixíssima, de 3,95%. Para se ter uma comparação, atualmente esse número no Brasil está em 13,1%. Dentre os dois países, quem é mais desenvolvido em tecnologia? A resposta é óbvia, e os resultados também. Fica a reflexão.

É por isso que a inteligência artificial vai gerar empregos

Até 2025, é esperado que máquinas realizem mais tarefas do que humanos. Você acha isso distante? Não é nem uma década!. Atualmente, cerca de 71% das atividades são realizadas por pessoas.

Óbvio que essa mudança de paradigma terá um grande impacto no mercado e as novas tecnologias estão transformando o setor hoteleiro. Mas para essa transformação não se tornar um vilão para a sociedade, é preciso ter a mente aberta para alguns pontos chave, apontados pelo fundador e presidente do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab:

“É um ponto crítico que as empresas tenham iniciativa em apoiar seus funcionários atuais, através de requalificação e aprimoramento, que indivíduos sejam proativos com seu próprio aprendizado ao longo da vida, e que o governo crie um ambiente propício que vá facilitar essas transformações. Esse é o principal desafio do nosso tempo”

Não podemos ficar congelados no tempo! Compartilhe conhecimento, clique nos ícones sociais à esquerda e deixe seus colegas saberem que seus empregos estão assegurados.

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share this